FANDOM


Os metadílios são uma raça originária de Dracônia. Poucos, exceto os mais cultos, sabem que já se trataram de uma das raças mais avançadas do mundo, sua civilização tendo declinado com o advento do Fogo dos Céus e dos dragões. Os metadílios encontrados hoje em dia em Alidan são descendentes daqueles que fizeram um longo êxodo para abandonar suas terras ancestrais.

História Editar

Poucos, mesmo entre os metadílios atuais, sabem que outrora a raça foi uma das mais desenvolvidas de Kishara. Enquanto humanos ainda se dividiam em tribos de coletores-caçadores, os metadílios já erguiam cidades em Dracônia (que eles se referiam como sendo Hin Tani), preocupados até mesmo com saneamento urbano. A elite cultural do seu povo era composta principalmente por alquimistas e feiticeiros. Foi a queda do Fogo dos Céus que marcou o declínio desta época áurea.

O impacto, por si só, já arrasou regiões inteiras de Dracônia. E, quando os dragões começaram a se espalhar com seus exércitos, os metadílios foram incapazes de detê-los. Toda sua cultura entrou em uma idade das trevas da qual jamais se recuperou de todo. Seus alquimistas criaram as primeiras poções que desenvolveriam a feitiçaria dracônica, mas isso por si só foi insuficiente para fazer frente aos seus inimigos.

Através dos séculos, muitos metadílios lograram escapar de Dracônia, desenvolvendo uma cultura naval que os permitiu transpor os mares e aportar em Alidan. Os rava, ao navegarem para cima e para baixo nos rios do continente, de certa forma mantêm essa conexão nômade com a água. Aliás, vários costumes rava eles mesmos não saberiam dizer por que praticam, mas a maioria destes costumes possui raízes antigas, durante o êxodo do povo ou mesmo ainda anterior, quando viviam em Hin Tani.

Outros tantos metadílios começaram a migrar para as cidades humanas e se misturaram com a população local, abandonando os antigos costumes e vivendo como os humanos locais.

Culturas Metadílias Editar

Os metadílios de Alidan se dividem em duas culturas: os cosmopolitas e os rava.

Metadílios, Cosmopolitas Editar

Estes metadílios já se misturaram tanto às comunidades humanas que se comportam como humanos da cultura local.

Metadílios, Rava Editar

Os rava (palavra metadília para "povo") seguem antigos costumes e tradições, não vivendo nas cidades e seguindo a vida nômade de seus ancestrais, quando eles vieram de Dracônia para Alidan. Sem outras raízes senão os laços familiares de sua kampana ("caravana"), eles navegam em barcaças pelos rios e costas. Os rava são cheios de superstições e tidos como um povo místico.

Nomes Editar

Os rava empregam nomes de derivação metadília. Apenas um prenome é dado, pois os rava não têm necessidade de sobrenomes. Eles nunca dão o nome de alguém ainda vivo na mesma kampana, pois acreditam que o espírito da morte vem buscar sua presa pelo nome e duas pessoas de mesmo nome vivendo no mesmo lugar poderia causar confusão e a pessoa errada ser levada.

Já os metadílios cosmopolitas usam a convenção humana local de dar nomes e dar um nome rava a uma criança costuma ser visto com desdém e apego a tradições inúteis.

Nomes masculinos (rava): Agor, Borim, Bram, Oros, Orzit, Radji, Raz

Nomes femininos (rava): Dara, Gali, Imira, Ismeril, Jiva, Raditi, Sanji, Suli, Vizna, Zadi, Zandira

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.